Pesquisar este blog

terça-feira, 13 de abril de 2021

 A comida

A comida é um alimento essencial
todos os seres precisam se alimentar,
pois sem a comida não há vida.
Mas, nem todos têm esse direito.

Muitos passam fome,
pois não há o que comer.
Outros chegam a morrer,
mas o que fazer?

A sociedade pode colaborar
evite o desperdício de alimento,
doe o que estiver sobrando.
E o governo precisa priorizar
e as famílias carentes ajudar.

Por favor, com a fome
não podemos brincar!
Ela fere, machuca e mata.
Vamos todos essa causa abraçar,
para um dia a fome acabar. 

Poema-protesto produzido pelo estudante Erick Rodrigues da Silva / 9ºB.




sábado, 10 de abril de 2021

 Saudade

    Sinto saudade da escola, dos amigos, do sinal tocando. Nós não sabíamos que a pandemia era algo tão grave, nos pegou de surpresa! Ninguém sabia que passaríamos mais de um ano em frente aos nossos computadores! Agora, a única coisa que temos é a saudade. 

Miniconto produzido pelo estudante Jason Cirilo de Almeida / 8ºA

    

Uma passageira indesejada

    Numa quinta-feira à tarde eu saí em busca de um emprego, consegui uma vaga de taxista. Comecei no dia seguinte, fui fazer a primeira corrida feliz por estar finalmente empregado! Já era noite, perto de terminar o expediente, recebi uma chamada de uma moça para buscá-la em frente ao cemitério, alguns minutos andando com ela, fui fazer a curva, e a moça falou: _ vai devagar, moço! Foi nessa curva que eu morri! 

Miniconto produzido pela estudante Emilly Beatriz da Silva Freire / 8ºC

A nossa água

Nossa planeta precisa de ajuda
e, não é brincadeira não
rios, cachoeiras e lagos
cobertos de poluição.

Hoje em dia, a gente abusa
usa sem precisar, sempre a exagerar
mas, como iremos viver
se um dia a água acabar?

Sua colaboração é muito importante!
Você precisa parar e pensar:
que a água é fonte de vida.
E sem ela não podemos viver!

Poema-protesto produzido pelo estudante Tiagno Mateus Viana da Silva / 9ºA

segunda-feira, 5 de abril de 2021

 Desmatamento

Vou falar do desmatamento,
o que o homem chama de produzir
eu chamo de poluir.

Continue desmatando!
Continue desperdiçando!
Continue poluindo!
Continue se matando!

A ganância de alguns
prejuízo de muitos
já desmataram e devastaram tanto que a natureza
já não possui tanta pureza.

A esverdeada pureza despediu-se
de cinza, em memória da beleza
que um dia já foi tua riqueza!

Pois agora, pare e pense!
Não precisa desmatar
para se ganhar
basta apenas cuidar.

Poema-protesto produzido pela estudante Priscilla Soares da Silva / 9º B.



domingo, 4 de abril de 2021

 Escola

    A escola é para mim como uma barca de um parque, quando estou nela passam por mim milhões de sentimentos por minutos! Sinto que vou cair a qualquer momento, mas também sinto-me leve como um pássaro que saiu da sua zona de conforto e através do conhecimento rompe barreiras, constrói novos saberes. 

Miniconto produzido pela estudante Talita Evylainy da Silva Ribeiro / 8º A.

 Recreios inesquecíveis

    Barulho, correria, risadas, brincadeiras, gritos, música, danças... Tudo isso se descrevia em um recreio de quinze minutos, depois das cansativas aulas.
    Porém, nunca passou na nossa cabeça que um dia isso seria interrompido por um período que parece não ter fim.

Miniconto produzido pela estudante Katia Lorena Nunes da Silva / 8º A.


domingo, 28 de março de 2021

 Água

A água é como o ar
sem os dois não podemos viver e nem respirar
da água sempre iremos precisar
pra beber, cozinhar e na Terra a vida continuar.

Da água devemos cuidar
para vivermos e pra vida não acabar
temos que usá-la de forma consciente,
sem exagero e preservando o meio ambiente.

Ao escovar os dentes, deixe a torneira fechada
ao se ensaboar, não deixe o chuveiro ligado.
Na hora de lavar o carro ou molhar a planta não gaste água demais!
Porque se assim não fizer
estará sendo burro e deixando a inteligência pra trás!

Então, tomara que tenha aprendido a lição.
Não gastar muita água e nem fazer poluição.
Dê exemplo para o mundo, porque a vida depende da água.
Assim, vive EU, VOCÊ e o mundo inteiro na paz e união.

Poema-protesto produzido pelo estudante Francisco Dionizio Alves Borges / 9º Ano A.

 A vida 


A vida é como uma corda. 

Falo pra você, na moral! 

Nela existe o início, 

O meio e o final. 

 

Sempre faça coisas boas 

Que estão ao seu lado 

Porque quando ficar velhinho vai dizer: 

Por que não aproveitei o passado? 

 

A vida é como andar de bicicleta 

Já dizia Albert Einstein! 

Acredite, meu amigo! 

Pra você andar nela 

Tem que estar em constante equilíbrio! 

 

Vou ficando por aqui 

E ainda deixo um recado 

Sempre faça coisas boas 

Pra não se arrepender do seu passado. 

 

Poema-protesto produzido pelo estudante José Efigênio de Oliveira Amorim / 9º Ano A. 

 

 

 

 

 

 Racismo não é piada 

 

Vamos falar de um assunto 

Um crime que não é legal 

Uma palavra que machuca 

Um jeito que faz mal. 

 

A cor da pele não define 

Não dita o seu caráter 

Mas, sim, são suas atitudes 

Que o definem 

E dizem a verdade. 

 

Vamos acabar com o preconceito 

Porque não é legal 

Machuca e faz mal 

Vamos juntos pela igualdade racial. 

 

Para acabar com o preconceito 

Temos que ter respeito, 

Amor e consciência, 

Lutar por igualdade, 

Liberdade e dignidade. 

 

Poema-protesto produzido pelo estudante Nailton dos Santos Tavares / 9º Ano A. 



 

 


Ilustração: Nailton dos Santos Tavares / 9º Ano A.

 

 

 

 

 

 

 Escola     A escola é para mim como uma barca de um parque, quando estou nela passam por mim milhões de sentimentos por minutos! Sinto que ...